Menores custos do mercado e antecipação de recebíveis são vantagens

Vai pagar com cartão ou dinheiro? A pergunta é comum na hora de concluir uma compra ou contratação de serviço. Cada vez mais frequente, o uso do cartão nesse tipo de operação fez crescer a procura por máquinas e bandeiras credenciadas por parte dos empresários. Pesquisa divulgada no final de 2018 pelo Sebrae revelou que 46% dos pequenos negócios já utilizam máquina de cartão para receber pagamentos, um crescimento de 19% em relação ao ano de 2016. Se tratando do comércio a proporção de empresas com máquinas sobe para 62%.

O maior sistema cooperativo financeiro do Brasil, o Sicoob, oferece a máquina de cartões Sipag. Não ter que se preocupar com a inadimplência, ou até mesmo vender a prazo e poder receber o valor à vista são só algumas das vantagens da maquininha do cooperativismo. Com ela, é possível aceitar as bandeiras Cabal, Master, Visa, Elo, Hipercard, Ticket, Sorocred e American Express. Além disso, as taxas são bastante atraentes, principal característica do modelo cooperativista.

E para crescer todo empresário sabe, ter um controle financeiro e optar por formas mais acessíveis de negociação é fundamental para garantir mais lucro. “Além de todas as vantagens de redução de custo, o uso da Sipag retorna em resultado financeiro para o próprio associado, aumentando a participação na distribuição de sobras da cooperativa”, destaca Wolni José Walter, presidente da Credija. Por não visar ao lucro, as cooperativas devolvem aos associados as chamadas sobras, que nada mais é que o resultado obtido durante o ano.  Em 2019, quase R$9 milhões foram divididos em conta corrente conforme a movimentação financeira de cada cooperado.

A Sipag é só um dos vários exemplos de produtos e serviços que pode ser contratado em qualquer uma das agências da cooperativa, ou ainda solicitados pela internet.Ao ser associado do Sicooob Credija, o cooperado começa a se beneficiar com os produtos e serviços oferecidos através de um modelo de negócio mais justo e humano que incentiva o desenvolvimento das comunidades e dos negócios”, acrescenta Donato Semprebon, vice-presidente do Sicoob Credija.

Compartilhe: